Orçamentos

Blog

Fique por dentro das novidades da zoeweb e da tenologia de streaming

As pessoas que convivem na sociedade urbana (conturbada e cheia de compromissos) procuram o máximo possível de facilidades em suas tarefas. E é ai que entra o principal ponto de destaque do Ensino a Distancia (EAD): a praticidade.

Alunos que buscam cursos a distância precisam de muita flexibilidade e, na maioria das vezes, buscam também um preço reduzido (o que já é reflexo automático da virtualização dos cursos que exclui a necessidade de um local fixo e funcionários trabalhando todos os dias -, não se preocupe).

Com aulas não presenciais, a plataforma da Zoeweb (por exemplo) possibilita ambientar uma sala online, promovendo um maior estreitamento entre aluno e instituição de ensino. Garantindo a transmissão em diversas qualidades para variados dispositivos, com a ferramenta de EAD é possível aumentar consideravelmente a abrangência e resultados de seus cursos.

Apresentamos abaixo algumas dicas para atrair mais a atenção de seus alunos diante de seus cursos:

-> Revisões/Reforços: O termo “curva de esquecimento” relaciona-se com o declínio da memória dos seres humanos ao longo do tempo. A informação é perdida ao longo do tempo, se não for praticada através de reforços ou revisões.

Já foi compreendido que os alunos aprendem de forma mais eficaz quando a absorção de informação é distribuída ao longo de um período de tempo, em vez de ser transmitida tudo de uma só vez. Quanto maior a quantidade e complexidade do material de aprendizagem, maior é o tempo de absorção e prática envolvidos.

-> Comparações: É mais fácil para os alunos memorizar novas informações que se ligam em situações do mundo real ou dia a dia. A informação tem que ser relevante e significativa, para não ser esquecida rapidamente.

-> Prática Distribuída: Estratégia em que a aprendizagem ou prática é dividida em uma série de sessões curtas distribuídas ao longo de um período de tempo maior.1) Identifique os principais fatos e ideias para o estudo distribuído

1) Identifique os principais fatos e ideias para o estudo distribuído

Consiste em identificar os principais conjuntos de fatos e ideias que você mais quer que seus alunos se lembrem nos próximos períodos de tempo.

2) Desenvolvimento de tarefas práticas

É o famoso “dever de casa”. No desenvolvimento destas tarefas, inclua matérias e informações ensinadas em módulos anteriores de seu curso para gerar uma maior necessidade de estudo por parte do aluno.

3) Desestimule o estudo para provas

Não é só um dia antes da prova que seu aluno tem que estudar. Você pode fazer uma série de pequenas provas para incentivar o estudo constante e assim estimular a memória de seu aluno.

4) Quebre grandes ideias em pequenos pedaços que podem ser praticados

Após a introdução de tópicos e conteúdos, quebre todo o raciocínio por trás da ideia para então praticar cada uma dessas partes divididas em grupos de discussões, questionários, deveres de casa e jogos.

5) Distribua as tarefas em intervalos

A melhor tática de aprendizado não é estudar na última hora, mas sim distribuir os estudos ao longo do tempo. Após o primeiro contato com o novo conhecimento é indicado uma revisão 1 dia após este primeiro contato, depois outra revisão 2 dias após o segundo contato, depois 3 dias após o terceiro contato… até que se tenha um domínio total da matéria.