Orçamentos

Blog

Fique por dentro das novidades da zoeweb e da tenologia de streaming

Com a evolução constante da tecnologia, um ramo que não pode ficar para trás é a educação. Para modernizar suas técnicas de ensino e atingir de forma interessante e dinâmica seus alunos, o ideal é investir na transmissão de conteúdos via streaming e cursos online. Além de ser interessante para a realização de videoaulas e atividades interativas em escolas, cursos técnicos ou universidades, esta ferramenta pode complementar seu EAD.

Hoje em dia, com empresas mais exigentes quanto à formação e conhecimento dos colaboradores que contratam, as pessoas, principalmente os jovens, se mostram mais preocupados em aprender e se qualificar. E esses jovens não se interessam pelo modelo de ensino rígido e cansativo que tanto exige tanto em termos de disponibilidade e finanças.

E então, leitor? Quer saber como o investimento em cursos de vídeo online na área da educação pode otimizar sua comunicação? Acompanhe nosso post!

Vantagens de investir em cursos de vídeo online

Os alunos buscam mais flexibilidade? Claro! E os cursos online oferecem isso, onde o aluno decide quando vai fazer as aulas, podendo estudar até mesmo no trajeto de seu trabalho para casa, no transporte público. Ele decide também quanto vai aprender por dia, de acordo com seu tempo e sua capacidade de absorção do conteúdo, não sendo necessários aqueles milhares de horários fixos de aula, enxurradas de matéria todos os dias e o estresse dos modelos tradicionais.

Estudantes buscam alternativas mais baratas para poder conciliar com outros cursos e atividades? Sim! Os cursos online também oferecem isso, pois além desse tipo de solução ser naturalmente mais barata do que os cursos presenciais, o aluno ainda consegue economizar muito com deslocamento e aquisição de materiais para as aulas.

Este tipo de curso também traz benefícios financeiros para quem o desenvolve, pois, os gastos com infraestrutura e profissionais são bem menores (quando comparados com a modalidade presencial).

Uma outra vantagem deste tipo de curso é a abrangência dos tipos de conteúdo que podem ser abordados, sendo possível trabalhar com vídeos, áudios, imagens e recursos interativos para tornar o aprendizado mais dinâmico e leve. Nesse contexto, o aluno consegue ir além do conteúdo que é ensinado.

A abrangência está presente no alcance que este tipo de curso pode ter, atendendo a um número muito maior de pessoas do que se fosse realizado presencialmente. Isso acontece, já que na internet não existem limitações geográficas (e o alcance pode ser amplamente expandido), não limitando o aprendizado a um único local.

Importância do conteúdo nos cursos online

Agora que você já sabe as vantagens de investir em cursos online e aprimorar a educação de jovens e adultos, é válido ressaltar que os conteúdos devem ser didáticos, relevantes e interessantes. O objetivo não deixa de ser o aprendizado, mas a união entre a teoria e a prática é, sem dúvidas, um dos fatores primordiais para um ensino de qualidade — principalmente à distância.

Sabe-se o quanto o aprendizado à distância está crescendo, não só no Brasil, como no mundo. Logo, o ensino pode ser feito de qualquer lugar e em qualquer horário, diminuindo as barreiras entre classes, países, línguas — o que muda o paradigma de ensino tradicional. A tecnologia existe para trazer uma comunicação muito mais abrangente e completa, aumentando a democratização do ensino.

Porém, não se pode investir em cursos online se não há um conteúdo interessante para oferecer aos alunos e ingressantes. Então, veja a seguir algumas dicas para criar um conteúdo épico e potencializar o aprendizado!

1. Faça um planejamento

Não adianta criar um curso online sem que planejamento e organização para roteirizar o conteúdo, desenvolver o tema, produzir um cronograma, definir pautas, exercícios e o que será cobrado / exposto para o aluno. O conteúdo veiculado precisa ser o subsídio da aula online, portanto, recomenda-se fazer um planejamento que:

  • Explicite qual conteúdo será tratado no módulo, a duração do curso e de cada aula;
  • Determine como a informação será exposta, se terá apostilas, vídeos ou ambos;
  • Revise todo o conteúdo abordado em cada mudança de tema;
  • Apresente exercícios para os alunos acerca do tema que foi exposto;
  • Garanta participação dos alunos em comunidades.

2. Prepare o material

Com o planejamento feito, está na hora de preparar o material. Os cursos online têm uma versatilidade muito grande, porque permitem maior flexibilidade na confecção dos materiais. Videoaula, por exemplo, é uma boa ideia, porque muitos alunos precisam ver o professor, enquanto outros preferem ler e um terceiro grupo deseja os dois. Então, padronize. Aliás, você também deve:

  • Contratar professores experientes e com boa didática em frente às câmeras;
  • Reciclar e atualize sempre o material;
  • Indicar materiais complementares, que agregarão valor ao aprendizado, como filmes, músicas, documentários, passeios.

3. Adéque-se à realidade

Dependendo do nicho do público-alvo, é preciso que a linguagem e o tipo de plataforma se adéquem à realidade. O que muito se discute no curso online é a falta da presença, logo, o uso de uma linguagem mais próxima do cotidiano deixa o ensino mais leve, fazendo com que o aluno absorva o conteúdo mais facilidade.

Além disso, procurar pelas expressões mais usadas sobre o tema também agrega valor e faz com que a informação fique mais palpável.

4. Escolha a plataforma

Em cursos online, é muito comum a escolha de uma plataforma que junte todas as ferramentas necessárias para um bom aprendizado virtual. O AVA, por exemplo, é o ambiente virtual de aprendizagem que permite ao aluno se expressar, acessar as aulas, participar de fóruns, chats e ser mais participativo. O AVA faz parte da plataforma LMS, que é ideal para gerenciar os cursos e personalizá-los.

Aliás, a plataforma também tem relação com a forma que a informação será exposta aos discentes. Será por meio de streaming ao vivo, que oferece engajamento? Com professores em tempo real, conversando e explicando o conteúdo? Terá um acompanhamento via apostila em PDF, ou a aula já será gravada e o aluno poderá assistir quando quiser?

Como será a comunicação? O aluno poderá contatar o professor quando tiver uma dúvida? Poderá ter videoconferência e marcar reuniões? Essas alternativas estão diretamente relacionadas à dificuldade do conteúdo e o que o aluno terá de entregar em cada módulo. É necessário que o curso enriqueça o aprendizado.

5. Colha feedbacks

Se o objetivo é criar conteúdo épico, é vital que você colha feedbacks dos próprios alunos. Dessa forma, é possível saber como está o planejamento, se o tema foi abordado de uma maneira didática, se houve um resultado positivo nos exercícios — e assim por diante. O feedback ajuda a descobrir o que está dando certo o que precisa de aprimoramento, de modo que o processo não prejudique o aprendizado dos alunos.

Deixe um canal de comunicação aberto para sugestões de melhoria e seja receptivo, tanto com as críticas quanto com os elogios.

E então, percebeu como os cursos online oferecem muitas vantagens aos estudantes, desde a flexibilidade ao aprendizado simplificado. Se gostou deste artigo, não pare por aí! Leia nossa postagem: Você sabe o que é streaming? Descubra aqui!